sexta-feira, 10 de abril de 2009

Judeus Messianicos

Trata-se de uma ramificação do Judaísmo que segue as tradições religiosas hebraicas e a identidade arraigada na Torah, porém também acredita em Yeshua (Jesus) como o Messias esperado pela tradição profética judaica.
O Judaísmo tradicional ensina que a Tanach e o Talmud são a Palavra Eterna de D'us, que ao "Novo Testamento" (como é comumente chamado) falta esta autoridade, e que Yeshua não é o Messias. Já o Judaísmo Messiânico, em contraste, ensina que a Tanach e as Escrituras do Novo Testamento são juntas a Palavra Eterna de D'us e que Yeshua é o Messias.
Mas temos que ter em mente que Yeshua era judeu e sua vida era norteada pela religiosidade e tradições hebraicas, e como tal, também cumpria o que as escrituras lhe prescrevia. Ou seja, ele observava as mesmas leis que eram aplicadas aos demais filhos de Israel: foi circuncidado, observava o shabat, participava das festividades, freqüentava o templo.
Não há contra-senso. Trata-se do mesmo Yeshua HaMashiach, que veio a terra como Ben Yossef (filho de José), para morrer pelos nossos pecados, e que voltará como Ben David, e reconstruirá a nação de Israel e restaurará o reino de David, trazendo desta forma a paz para todas as nações.
Já nos primeiros séculos, muitos judeus já aceitavam a crença em Yeshua como Mashiach e que este era o filho do Eterno. Acreditavam também, que os gentios que se convertessem deveriam aceitar as tradições religiosas judaicas, diferentemente de outros grupos que tinham uma visão de que Yeshua viera abolir a Torah. Este último posicionamento acabou tornando-se o oficial da cristandade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário